Geral

05 de Maio de 2021 às 14:26:08h

Secretaria entrega cartões de auxílio assistencial às famílias em situação de vulnerabilidade

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação realizou, na manhã de hoje (05), com a presença do governador do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, a entrega dos cartões de auxílio assistencial do programa Ser Família Emergencial. A ação é do Governo Estadual em conjunto com a pasta municipal e beneficiará 1.631 famílias sinopenses.

Cada uma receberá, por durante cinco meses, uma ajuda no valor de R$ 150,00 que servirá de complemento de renda familiar. O valor deverá ser usado exclusivamente para compra de alimentos. As famílias em situação de vulnerabilidade social, impactadas pela pandemia do Novo Coronavírus, que possuem renda mensal de até R$ 70,00 por pessoa, foram selecionadas por meio do Cadastro Único do Governo Federal.

A gestora da pasta municipal, Scheila Pedroso, ressaltou a importância da presença do governo em Sinop e a preocupação em desenvolver o programa que beneficiará tantas famílias. “A entrega vai ao encontro do trabalho já realizado na Secretaria Municipal de Assistência Social, servindo de suporte para o que estamos trabalhando a nível local. O benefício complementará a renda e ajudará muitas famílias de Sinop neste momento de crise”.

O prefeito Roberto Dorner (Republicanos) enalteceu a ação do estado ressaltando que ajuda é de fundamental importância para as famílias em situação de vulnerabilidade social de Sinop. Lembrou ainda que a administração, mesmo com a necessidade de restrições em decorrência da pandemia tem feito um equilíbrio entre a saúde e a economia, resguardando o emprego e renda dos trabalhadores locais.

“Desde que assumimos a administração temos conduzido os trabalhos de forma a evitar os impactos no orçamento de nossos trabalhadores. Aqueles que foram impactados e que precisam de apoio, a Assistência Social está levantando e distribuindo cestas básicas para que o orçamento dessas famílias seja desafogado e não falte alimento na mesa. Para isso desenvolvemos o Movimento do bem – Ajuda que alimenta e arrecadamos em conjunto com a classe empresarial da cidade e sociedade geral 2.600 cestas que já começaram a ser distribuídas”, comentou.

Odete Ribeiro Graça, de 58 anos, moradora das Chácaras São Cristóvão, é uma das beneficiárias do programa que receberam o cartão hoje. Ela conta que está cadastrada nos programas sociais por ter contraído invalidez em decorrência de problemas de saúde e que no momento o sustento vinha de doações. “Vai ajudar bastante. Não tenho orçamento nenhum. Vinha me sustentando com doações, ajuda de meus filhos e com uma ajuda da assistência. Agora, esse benefício veio em boa hora”.

Outra beneficiária é a Bianca Thaís Alves Fernandes de 24 anos. Ela mora no Jardim Boa Esperança, tem quatro filhos, sendo um bebê com quatro meses. Ela também recebeu o cartão durante o evento. “Moro sozinha com meus filhos. Não tenho profissão e não consigo trabalhar por tenho que criar meus filhos. Atualmente vinha me sustentando com a pensão do meu ex-marido”, comentou.

Durante o discurso, Mendes acrescentou que durante os cinco meses da execução do programa social Ser Família Emergencial, o governo investirá cerca de R$ 45 milhões. Mais de 100 mil famílias deverão ser atendidas pela ação, nos 141 municípios do estado.

“[...] aquilo que é mais importante. Quando a gente precisa de algum tipo de ajuda é importante que alguém nos ajude. Hoje, graças a Deus, graças a esse Mato Grosso que é fantástico! Que é maravilhoso! E a esse trabalho que nós fizemos em nosso estado que recuperou a sua condição. Nós vamos investir ao longo de 2021 R$ 150 milhões somente na Assistência Social para ajudar as famílias que precisam ser ajudadas neste momento”, acrescentou.

Fonte: Da Assessoria