Polícia

18 de Janeiro de 2013 às 00:00:00h

Mais um menor é detido suspeito de morte de policial

Familiares de H.V., de 15 anos, acusado de participar do latrocínio (roubo seguido de morte) do sargento PM aposentado Amaral Campos Martins, de 49 anos, apresentaram o adolescente na Delegacia Especializada do Adolescente da Capital, no final da manhã desta quinta-feira (17).

Ele é apontado por outro menor de idade como o autor do disparo que atingiu o policial. Aos policiais, o suspeito negou que tivesse atirado no PM, colocando a culpa no terceiro participante do crime, que ainda não foi localizado. O crime aconteceu na segunda-feira (14). 

Esse terceiro suspeito teria ficado com os dois revólveres – o roubado do militar e também o usado para atirar na vítima. A polícia não descarta a hipótese a participação de um quarto integrante do bando, e que seria o mentor do esquema criminoso. 

O crime

O sargento PM Amaral foi executado com um tiro de revólver quando fazia a escolta de um caminhão de refrigerantes no bairro São João Del Rey, na tarde de segunda-feira em Cuiabá. Horas depois, policiais militares prenderam um dos suspeitos, de 15 anos, dentro de uma casa no próprio bairro onde ocorreu o crime.

Durante o latrocínio, menor estava armado com uma pistola ponto 40 roubada de um policial civil no dia 31 de dezembro, também no São João del Rey. A arma foi apreendida com a diarista Rosimeire Silva de 18 anos, autuada por receptação.

Roubo de arma

Segundo os policiais, a quadrilha tinha como foco roubar a arma da vítima. Desde o final do ano, essa foi a terceira roubada pelos bandidos.

As armas, conforme a polícia, seriam alugadas para outros ladrões.

No dia 31 de dezembro, os bandidos renderam um policial civil e tomaram dele uma pistola ponto 40. Quatro dias depois, renderam um segurança de uma empresa particular e roubaram o revólver.

Fonte: Midia news