Geral

22 de Fevereiro de 2021 às 06:38:17h

Apesar de descontente, MDB esbarra na falta de nomes para Pasta

O MDB enfrenta uma situação complicada diante do descontentamento com a atuação do secretário de Agricultura Familiar (Seaf), Silvano Amaral, único indicado da legenda que compõe o primeiro escalão do Governo, e a falta de nomes para substituí-lo na pasta.

Uma das principais insatisfações das lideranças da sigla seria a relutância de Silvano em fazer um trabalho partidário, se negando a atender prefeitos ou indicações dos deputados na Pasta.

Segundo a vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputada Janaina Riva, o partido já se reuniu com o correligionário e conversou sobre a necessidade de mudança de postura.

Ela afirmou, porém, que diante do cenário atual, acredita ser difícil Silvano não continuar à frente da Pasta, uma vez que ele foi indicado ao cargo pelo deputado federal Juarez Costa, e o partido não tem, no momento, nomes disponíveis para a substituição.

“Quem teria prioridade é o [deputado] Thiago Silva, mas ele não quer sair da Assembleia. Ele entende que é importante permanecer aqui”, disse.

“Aí acabou criando-se um imbróglio, porque eu não tenho a intenção de sair daqui, nem tenho condições. O [deputado] Dr. João também não tem e o Romoaldo [Júnior, suplente no Legislativo] considera que não tem aptidão para assumir uma secretaria”, completou.

Janaina negou, porém, que o nome da ex-deputada federal Teté Bezerra, esposa do presidente estadual do MDB, deputado federal Carlos Bezerra, tenha sido cogitado para o cargo.

A ex-deputada chegou a ser vista, nos últimos dias, transitando na Assembleia Legislativa, o que Janaina classificou como uma “coincidência”, em razão do bom trânsito que ela possui na Casa.

“Se por ventura isso acontecer [saída de Silvano], abriremos uma discussão partidária. A Teté acaba sendo lembrada em razão do currículo dela, mas não há uma discussão sobre isso, no momento”, disse.

Fonte: Da Assessoria