Geral

27 de Maio de 2020 às 20:07:47h

Suicídios em Sinop e MT aumentam durante a quarentena

O crescimento nos casos de depressão e até de suicídio foi preanunciado – sem qualquer estudo técnico – como uma das eventuais consequências da quarentena para prevenção da pandemia. Passados dois meses desde que foi decretado o isolamento social como medida para conter o Coronavírus, a profecia se concretizou – pelo menos em Mato Grosso. O número de pessoas que tiraram a sua própria vida aumentou.

A pedido do GC Notícias, a secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso fez um levantamento dos casos registrados como suicídio registrados entre o dia 23 de março (quando começa o isolamento social), até o dia 10 de maio. Para comparação, a secretaria também forneceu as estatísticas do mesmo período no ano de 2019.

No ano passado, nenhum caso de suicídio foi registrado em Sinop entre o final de Março e a metade de maio. Já em 2020, durante o período de quarentena, 4 mortes em Sinop foram registradas como suicídio.

O número também foi maior no Estado. Em 2019, a SESP registrou 28 suicídios entre março e maio. Já neste ano, foram 35 casos – um aumento de 25% no número de pessoas que se mataram.

Não é possível afirmar que o isolamento social foi quem provocou o aumento no número de mortes por suicídio. O acrescimento de 25% no período de quarentena, na verdade, é bastante similar ao que já vinha sendo registrado antes do Coronavírus aparecer.

Em 2018, foram registrados em Mato Grosso 207 casos de suicídio. Já em 2019, durante todo o ano, foram 254 casos – ou seja, um aumento de 22% em comparação com o ano anterior.

FATORES DE RISCO

As pessoas que atentam contra a própria vida, costumam apresentar perturbações mentais ou psicológicas como depressão, perturbação bipolar, esquizofrenia ou abuso de drogas, incluindo alcoolismo e abuso de benzodiazepinas (medicamentos de efeito psicoativo). Stress, dificuldades econômicas, problemas de relacionamento ou bullying também são listados como eventuais – porém menos frequentes – fatores de risco.

No mundo, o suicídio é a causa de cerca de 0,5% das mortes.