Geral

06 de Setembro de 2019 às 07:03:35h

Projeto sinopense é aprovado na 1ª etapa do Prêmio APS Forte para o SUS

O projeto ‘De olho na hanseníase: uma ação de promoção à saúde na busca de melhoria ao acesso em um município da região da Amazônia legal’, desenvolvido em Sinop pela Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), foi aprovado na primeira etapa de avaliação do Prêmio APS Forte para o SUS. Foram 1.294 experiências de todas as regiões do país submetidas ao Ministério da Saúde e à OPAS e, dessas, 135 estavam aptas à concorrer ao prêmio na segunda fase.

De Mato Grosso, apenas o projeto ‘De olho na hanseníase’, de Sinop, e o projeto ‘Teledermatologia’, de Sorriso, foram aprovados. A avaliação final será realizada em outubro e estarão compondo o time de jurados especiais o médico Dráuzio Varella e os jornalistas Claudia Collucci, Mara Régia, Lígia Formenti, Lise Alves, Chico Pinheiro, Luiz Fara Monteiro e Alan Ferreira.

Segundo a professora doutora e autora do projeto sinopense, Rosângela Guerino Masochini, as ações são voltadas para o atendimento de pacientes com suspeita de hanseníase. “Por meio de consultas com enfermeiros são realizadas as avaliações dermatoneurologica nos munícipes para, assim, identificar os sinais e sintomas da doença que, caso seja confirmada, receberá o devido tratamento médico”, frisa. O projeto foi implantado na Unidade Básica de Saúde do Jardim Jacarandás.

O Prêmio APS Forte para o SUS é uma iniciativa da OPAS e da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS), do Ministério da Saúde, que objetiva valorizar, sistematizar e divulgar experiências que ampliam o acesso do cidadão ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Da Assessoria