Geral

05 de Dezembro de 2018 às 15:48:34h

Assaltantes usavam mulheres como 'isca' para atrair e roubar caminhoneiros

De acordo com a polícia, cinco pessoas que faziam parte da organização criminosa foram presas por série de assaltos na região de Comodoro.

Cinco pessoas foram presas na terça-feira (04) acusadas de integrarem uma associação criminosa que praticava roubos de cargas na região de Comodoro. O grupo morava em Cuiabá e se deslocava para o interior do Estado com o objetivo de cometer assaltos.

As investigações apontaram que duas mulheres, Gresiane Teixeira e Michele dos Santos, eram as responsáveis por abordar os motoristas de caminhão, solicitando carona ou oferecendo programas sexuais. Elas agiam em conjunto com os comparsas identificados como Rafael Pereira, João José da Costa, e Saturnino da Silva, conhecido como “Maranhão”.

O trabalho de investigação foi coordenado pelo delegado Gilson Silveira do Carmo, mobiliando equipes de Comodoro e da regional de Pontes e Lacerda, com apoio da Polícia Militar de Comodoro.

As investigações tiveram início após um motorista de 53 anos, acompanhado da Polícia Rodoviária Federal (PRF), denunciar o roubo de seu caminhão Mercedes/Benz, carregado com refrigerantes na rodovia 174, na madrugada de terça-feira (04).

O motorista foi mantido refém, em área de matagal, à beira da BR-174, no trecho que liga a cidade de Nova Lacerda e Comodoro. Uma viatura da PRF, que fazia uma abordagem de rotina nas proximidades, fez com que o criminoso que vigiava a vítima corresse para dentro da mata (com receio de abordagem). Nesse momento, a vítima fugiu e pediu auxílio aos policiais, por volta das 05h30.

Durante todo o dia, diversas diligências foram feitas o que culminou na prisão dos envolvidos, na recuperação do veículo e a carga de refrigerantes.

As investigações prosseguem pela Delegacia de Polícia de Comodoro para identificar a atuação de um comparsa, residente no município e já identificado, que teria prestado apoio aos demais criminosos vindos da Capital, e também apurar se o grupo agiu em outros roubos similares cometidos na região.

O delegado Gilson Siveira do Carmo explica que todos os detidos foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo majorado por emprego de arma de fogo, concurso de agentes e restrição da liberdade da vítima.

"É importante salientar que são pessoas acostumadas à prática de crimes, alguns com passagens por roubo. O suspeito Rafael, por exemplo, tinha mandado de prisão em aberto, expedido recentemente (em 09/11) da Terceira Vara Criminal de Cuiabá”.

Os presos serão apresentados em audiência de custódia, ainda não marcada, ficando à disposição do Judiciário.

  

Fonte: RepórterMT