Esportes

07 de Julho de 2020 às 15:25:17h

Após notificar o Cuiabá, Prefeitura se dispõe a dialogar sobre protocolo de retorno aos treinos

O Cuiabá Esporte Clube teve seus treinos presenciais suspensos na última sexta-feira (02), após notificação da Secretaria de Ordem Pública (SORP) da Prefeitura, em fiscalização no Centro de Treinamento oficial. Além disso, o clube foi multado (cabe recurso) em auto de infração no valor de R$ 609,03, pelo descumprimento do Art. 1º do Decreto nº 7.970 de 25/06/2020, que determina suspensão de todas as atividades aptas a causarem aglomeração, como o esporte coletivo. O elenco estava em treinamento, em grupos intercalados, desde o dia 15 de junho.

 

“Todas as atividades coletivas têm a recomendação para não acontecerem. Cuiabá, diferente de alguns outros estados, está em uma fase ascendente em relação à pandemia, estamos chegando em um pico, onde a fase do vírus atingiu números que ascenderam um sinal amarelo para vermelho. Diante disso, as medidas que são tomadas, são em primeiro lugar para preservar o cidadão, o atleta, as pessoas. Se houver necessidade de prorrogar o decreto em razão de garantir as condições de saúde das pessoas, com certeza vamos colocar isso em primeiro lugar também”, disse o secretário de esportes do município, Francisco Vuolo, ao site Olhar Esportivo.

O atual artigo do Decreto nº 7.970, que envolve a área do esporte coletivo, é válido até dia 9 de julho, porém novas medidas de enfrentamento devem ser tomadas pelo Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, durante essa semana.

Questionado pela reportagem do Olhar Esportivo sobre uma possibilidade de retomada de treinos do Cuiabá, visando a previsão de início da Série B do Brasileiro, o titular da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo se mostrou aberto a diálogo sobre um possível protocolo em conjunto.

“Tenho que conversar com o pessoal da SORP e com o pessoal da saúde, para poder entender as restrições que foram pontuadas, e se houver o mínimo de condições de flexibilização, com certeza é possível. Até em razão da Série B, competição que vai disputar, que é de relevância em nível nacional. Com certeza podemos conversar aquilo que for necessário, e o que puder ser feito, estamos à disposição. Isso não é descartado, mas obviamente vai prevalecer a segurança da saúde dos atletas”, pontuou Vuolo.

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, confirmou neste domingo (05), o começo da Série B para o dia 8 de agosto. Faltando aproximadamente 30 dias, o Cuiabá poderia ter que atuar em outro município, ou até mesmo outro estado. Segundo o secretário, a possibilidade de jogar na Arena Pantanal vai depender da diminuição dos casos na capital, mas como alguns estados liberaram treinos e retorno dos estaduais, isso pode ser possível daqui um mês.

“Nossa expectativa é a diminuição desse índice em Cuiabá, que infelizmente está acima do programado. A gente torce para que tenha uma redução nesses números. Vai ser importante a população, como um todo, ajudar no processo de conscientização. Isso acontecendo, tudo é possível ser feito, porque o Prefeito colocou também, que paralelo a questão da vida, existe a questão econômica, que não pode ser totalmente prejudicada. A participação do Cuiabá no campeonato é diretamente ligada aos investimentos que o clube fez, jogadores que recebem salário, e o clube precisa movimentar economicamente. Como são 30 dias, é possível lá na frente algo positivo. Em relação ao jogo em si, sem público, como o Rio de Janeiro já abriu o campeonato, outros estados estão começando a abrir, acredito que nos próximos 30 dias, Cuiabá melhorando nesses números, se Deus quiser estará bem melhor, não vai haver problema nesse sentido”, completou Francisco Vuolo.

Na tabela da Série B, divulgada no começo do ano, o Cuiabá estreia dentro de casa, contra o Brasil de Pelotas (RS).

Fonte: Olhar Esportivo