Esportes

23 de Dezembro de 2018 às 02:31:24h

Juventus vence Roma e é campeã do primeiro turno do Italiano

A Juventus continua imparável no Campeonato Italiano. Neste sábado, a Velha Senhora recebeu a Roma e chegou à sua 16ª vitória em 17 rodadas ao vencer por 1 a 0 com gol de Mandzukic no primeiro tempo. Foi a terceira vitória seguida da Juve por 1 a 0 na competição.

Com o resultado, a Juventus chega a 49 pontos na Serie A, abre oito pontos de vantagem para o vice-líder Napoli e se torna a campeã simbólica do primeiro turno com duas rodadas de antecipação. Por outro lado, a Roma continua sua campanha decepcionante no Italiano, ficando na 10ª posição com 24 pontos.

Na próxima rodada, a Juventus tenta manter a invencibilidade visitando a Atalanta na próxima quarta-feira, às 12 horas (de Brasília). Já a Roma tenta retomar o caminho das vitórias em confronto direto contra o Sassuolo, em casa, às 15 horas de quarta-feira.

Juventus domina primeiro tempo e abre o placar

Jogando em casa, a Juventus começou melhor e teve a primeira chance de abrir o placar aos sete minutos com Alex Sandro, um dos melhores jogadores do primeiro tempo. Após desvio, a bola sobrou na grande área para o lateral brasileiro, que finalizou rasteiro para grande defesa do goleiro Olsen.

A equipe da capital italiana fazia linha de marcação adiantada tentando dificultar a saída de bola da Juventus. Mesmo assim, o time da casa dominava o meio-campo e levava mais perigo com jogadas em velocidade. Aos 17 minutos, Alex Sandro apareceu novamente no ataque e finalizou da entrada da área para outra grande defesa de Olsen.

 

O goleiro Olsen fez defesas importantes e manteve a Roma viva no jogo (Foto: Filippo Monteforte/AFP)

Mesmo com problemas para conter principalmente o avanço dos laterais, a Roma fez bom trabalho na marcação de Cristiano Ronaldo. O português começou o primeiro tempo na ponta esquerda e pouco criou contra o lateral direito Santon e o zagueiro Manolas. Em sua melhor participação na primeira etapa, CR7 recebeu na entrada da área e finalizou com categoria, mas Olsen manteve o placar empatado.

Depois de 34 minutos de jogo, a Juventus usou a cabeça de Mandzukic para furar a retranca da Roma. O croata recebeu cruzamento caprichado de De Sciglio pela direita, subiu mais que Santon e cabeceou para abrir o placar e levar a Juve para o intervalo em vantagem.

Juventus mantém o controle do jogo no segundo tempo

Tentando manter o controle do jogo no meio-campo, Massimiliano Allegri do esquema com pontas. O técnico da Juventus recuou Dybala para o meio-campo e fez de Cristiano Ronaldo outro centroavante, fazendo dupla com Manduzkic. Di Francesco também mexeu na Roma: sacou o lateral Florenzi e colocou o atacante Kluivert em seu lugar.

Mandzukic e Cristiano Ronaldo formaram dupla de ataque no segundo tempo (Foto: Isabella Bonetto/AFP)

A Juventus continuou dominando a partida e teve a primeira grande chance da etapa final aos 13 minutos, com Cristiano Ronaldo. O camisa 7 recebeu cruzamento de Dybala e cabeceou para grande defesa de Olsen. No minuto seguinte, após escanteio, o português perdeu outras duas chances: Olsen defendeu a primeira e a segunda foi para fora.

Depois de 25 minutos de pressão no segundo tempo, a Juventus conseguiu balançar a rede pela segunda vez, mas o gol foi anulado. Após cruzamento na área, Chiellini disputou no jogo aéreo com o goleiro Olsen e desviou a bola para dentro do gol, mas a arbitragem viu falta do zagueiro no lance.

Fim de jogo tem perigo da Roma e gol anulado pelo VAR

Aos 34 minutos da etapa final, Di Francesco fez outra mudança drástica na Juventus: substituiu o volante N’Zonzi pelo atacante Dzeko. Depois da alteração, a Roma abusou do jogo aéreo e quase empatou aos 45 minutos, quando Cristante cabeceou para grande defesa de Szczesny.

Já nos acréscimos, a Juventus teve mais um gol anulado pela arbitragem. Cristiano Ronaldo fez boa jogada pela direita e serviu Douglas Costa, que finalizou da pequena área. No entanto, com o auxílio do VAR, o árbitro marcou uma falta de Matuidi no meio-campo e anulou o tento.

Fonte: GazetaEsportiva